domingo, 25 de outubro de 2009

Será que DEUS se esqueceu de mim ?


- Meus amados, aqui esta a pergunta que nós fazemos sempre que deparamos com uma situaçao ao qual nos leva a refletir sobre o cuidado de DEUS sobre as nossas vidas, mesmo acreditando que o Milagre de DEUS pode acontecer , deixamos a desejar um pouco quando a duvida de que o SENHOR pode operar maravilhas incomoda o nosso coração.
Hoje temos vivenciado por intermédio da mídia, países que estão sofrendo com as condições precarias existentes, gerando até entao o estado de calamidade e miséria, onde estes, buscam satisfazerem a fome colhendo ate mesmo do lixo para saciarem aquele momento de fome, que para eles se parecem uma eternidade. Só quem passou pelo vale de ossos secos e teve que enfrentar o deserto, sabe que no deserto passamos no estreito, sendo que, não é facil viver alimentando a certeza de que talvez não estaremos vivos amanhã. Meus amados, a maior dor de uma pessoa é ter que enfrentar a fome, e ainda passar pela humilhação de bater na sua porta e você dizer que nao ajuda mendingos, você é sujo, nojento. A vida perde o sentido parece que tudo acabou, pra que viver se meus proprios amigos me deixaram, não se importam comigo.
Quando olhamos para países que sofrem com a miseria, imaginem como que é estar no lugar deles, será que aguentariamos suportar tudo aquilo que eles suportam?
Será que quando fomos bater na porta de alguem encontrariamos coraçoes humildes prontos a nos servir?

Queridos existe uma Naçao que clama por socorro, que necessita de nossas orações, do nosso clamor, e nesse momento se faz necessario clamarmos ao SENHOR da vida para que mande o sustento para o TEU povo.

Assim diz a palavra do SENHOR , meus amados:
"Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide, ainda que decepcione o produta da oliveira, e os campos nao produzam o mantimento, ainda que as ovelhas na manda sejam arrebatadas, e nos currais nao haja gado. Todavia eu me alegrarei no SENHOR; exulateri no DEUS da minha Salvação." (Habacuque 3: 17-18)

Nenhum comentário:

Postar um comentário